Licor Beirão

 11.59

Um caixeiro viajante de vinhos do Porto passou pela Lousã e apaixonou-se pela filha de um farmacêutico. Naquele espaço era preparado um licor que o rapaz viu como negócio autónomo e em 1929 batizou-o de Licor Beirão. Em 1940, o negócio foi comprado por José Carranca Redondo e apostou fortemente na publicidade ao longo das estradas do país e depois na televisão com estrelas como Tony de Matos. Assim se tornou tão popular que não há hoje quem lhe conteste a apresentação como “o licor de Portugal”. Ainda hoje a garrafa é inconfundível e a a fita é colocada à mão.

View Detail
Compare
CÓD: licor beirão , , , ,

Descrição

Garrafa de licor à base de plantas aromáticas com capacidade de 70cl. Preparado no laboratório de uma farmácia, a partir de uma maceração e dupla distilação de sementes e plantas aromáticas, é um doce licor com uma graduação alcóolica de 22 graus. Serve-se como digestivo, simples ou com gelo, mas também como aperitivo, com sumo de limão e/ou gin. Sempre na sua garrafa inconfundível, com a fita colocada ainda manualmente. Desde 1929, a sua popularidade não parou de crescer e não há hoje quem lhe consteste a apresentação como “o licor de Portugal”.

Dicas

CAIPIRÃO:
Corte meia lima em quartos. Coloque num copo e macere. Complete com gelo picado, junte 6 cl de Licor Beirão e sirva com duas palhinhas.

MORANGÃO:
Numa liquidificadora ou blender adicione alguns morangos juntamente com sumo de limão ou lima sem gás. Triture bem. Encha um copo pela metade, complete com gelo picado e junte 6 cl de Licor Beirão.

(alc. 22,0% vol.)

Informação adicional

Peso1.25 kg
Dimensões (C x L x A)24 x 24 x 10 cm
Tamanho

33cl, 75cl